quarta-feira, 31 de outubro de 2012 - 0 comentários

Preciso de Descanso!

Hoje, não fui à escola, de manhã, não me encontrava nada bem, não dormi, não me sinto bem, (...) não fui ao teatro nem à academia também!
Aproveitei o dia para adiantar o meu trabalho de filosofia sobre "O prazer da vida, de existir, de ter alguém", escrevi umas quantas coisas....
Fiz o que mais gosto de fazer, porém o ambiente por aqui não continua muito bom!
Hoje, também não vou sair com o pessoal do teatro, na noite de Halloween não tenho estado muito bem, e preciso de recuperar!

Ontem a minha prima a A., e a L. fez-me ver que eu tinha de ter calma, que era normal não entender certas coisas da minha vida, não entender porque toda a gente pode fazer isto e aquilo, e eu não, porque isto é assim ... ou qualquer outra interrogação que a vida nos coloca, que a nossa mente se questiona.
Ela deu o exemplo de pessoas que gozavam com ela quando ela tinha a minha idade, precisamente 16 anos, que ela não ligou, na altura essas pessoas eram as raparigas mais bonitas, mais boazonas e chiques, mas hoje em dia não são nada, ninguém na vida, estão umas pobre coitadas.... e ela, a minha prima, que era isto e aquilo, estudou para agora ser alguém, e ter o seu trabalho, a sua família, enquanto que elas não têm nada!

É precisamente muito normal, nós adolescentes nos questionarmos sobre tudo, pois é nesta fase que tudo muda, nos passamos a pensar de outra forma, com outros ideais, formas de pensar, ...
Ao longo da vida, e principalmente na adolescência todos passámos por fases difíceis e complicadas, o quão difícil é lidar com o que sentimos, a nossa mente a questionar tudo o que fazemos.

Existe todo um conjunto de coisas que muda, quando passamos a entrar na fase da adolescência, a forma de sermos, a forma de pensarmos, a forma de vermos a vida, o mundo à nossa volta (…)
A adolescência interpretada por mim, é uma fase em que tudo na nossa vida muda, aí chegam os problemas, as preocupações com tudo, determinada forma de pensar, é a fase em que mais aprendemos na vida, com as coisas que nos acontecem, com tudo o que nos rodeia, e nos tornamos em pessoas adultas prontas para enfrentar os mais gigantes e difíceis desafios que a vida nos vai sempre impor!

terça-feira, 30 de outubro de 2012 - 0 comentários

Dia Escuro....

Hoje o dia está cinzento, está uma manhã friorenta e chuvosa....dá vontade é de ficar em casa, na cama, a descansar!
E, passou-se mais uma noite em que não dormi, .... não tem sido nada fácil estar na escola, não me consigo concentrar, há pensamentos que me colocam a cabeça noutro sítio, longe daqui, noutro mundo, no meu mundo, cruel e injustiça-do, um mundo a preto e branco!

A vida a preto e branco é vista de outra forma, sem cores vivas, sem alegria ou esperança, sem doçura, o mundo parece outro, pois é visto de uma forma diferente, de uma forma neutra, sem demais cores, apenas a preto e branco. São duas cores significativas, branco simboliza pureza e calma, enquanto preto simboliza poder e silêncio…estas duas cores juntas conseguem retractar o mundo, tal e qual em que vivemos.
É tal e qual como eu me sinto, num mundo negro, sem cores à minha volta!

Tinha teste de PT hoje, mas a professora, adiou-o para daqui a uma semana, pois a mesma esqueceu-se dos testes em casa. Estava na aula de PT, não aguentava a cabeça, parece que tenho um enorme peso dentro de mim, na minha cabeça, têm-me dado algumas pancadas de sono e ando muito em baixo.

Continuo a não me sentir nada bem, hoje acordei mal humorado, não tenho praticamente conseguido dormir desde a uma semana para cá ... e nada disso têm sido bom para mim, uma pessoa têm que dormir, ainda por mais na idade que me encontro, tenho que descansar a mente, para poder executar a tarefas diárias, para poder estar bem,  me sentir com energia, vontade e força, para trabalhar, estudar!

À tarde a minha prima foi ao psiquiatra comigo, tive de faltar a última hora de aulas. O psiquiatra disse que o que eu tinha era uma depressão, e não bipolaridade, como eu pensava, estive a contar um pouco dos meus problemas, mas reparei que o médico, não estava assim muito disposto a me ouvir, a minha história, comecei a contar algumas coisas, mas, desde logo o médico começou a entender o que se passava comigo!
Ele receitou-me um medicamento para tomar à noite para aliviar a mente, e não pensar tanto em certas e determinadas coisas, aquelas em que já se torna inevitável, não pensar!
Esteve também a dizer algumas coisas, que eu é que tinha de gostar das pessoas que são minhas amigas, e não as pessoas gostarem de mim, se eu gostar delas, à partida elas gostaram de mim também. Tenho de conservar as velhas amizades, e as que valem a pena, e acordar para o mundo real, que este é, nada é perfeito, nada é cor-de-rosa, nada é belo, a vida é dura e custa imenso!
Depois falou que na altura dele, e dos seus filhos não existiam computadores, que as pessoas não ficavam dependentes, encontravam-se pessoalmente, não havia telefone, internet, ...
Mas houve depois a altura em que surgiram os computadores, que vieram revolucionar o mundo, porém prejudicá-lo, pois as pessoas passaram a ficar mais dependentes do computador para realizar quase todas as tarefas, hoje em dia, já há bem poucas coisas que não sejam informatizadas.
Não havia telemóveis, facebook, msn, skype, coisas, que são normais e comuns na sociedade actual, mas que acabam por deixar as pessoas um pouco agarradas, de certa forma dependentes do computador, como eu no meu caso, quando estou no computador, mal me apercebo das horas passarem, dou por mim e já passaram duas horas, (...) isto tornar-se num vício, que acaba por ser um pouco difícil de controlar.
Todas as coisas que me magoam não são nada fáceis, mas tenho de andar para a frente, e  viver o presente. Tenho de aprender a lidar com as pessoas.
O médico disse que isto é só o inicio do tratamento, e que porventura, irei ter que tomar estabilizastes para o humor....mas depois isso logo se via, na próxima consulta, daqui a 2 semanas, como eu iria reagir ao medicamento receitado hoje!
segunda-feira, 29 de outubro de 2012 - 0 comentários

Saudade e Arrependimento!

Hoje, ao ir para o Funchal passei pelo aeroporto, e pus-me a sonhar acordado, a pensar, quem me dera viajar, sair daqui da Madeira, por uns tempos, ir para outro sítio, outro lugar, onde ninguém me conhece, recomeçando a vida do zero. Sinto a necessidade de ser eu próprio, os meus pais apenas têm de aceitar isso, eu ser aquilo que quero, fazendo o que quero, ter a minha própria personalidade, a minha forma de pensar e agir, não devendo ser julgado por isso (...) e não quero ser aquilo que querem que eu seja, como eles querem ... apenas desejo ser  EUUU, próprio, como sou, com defeitos e qualidades, ser humano, como toda a gente!
Sinto a necessidade de recomeçar a vida do zero, de ter alguém para amar, de ter uma nova história, uma nova etapa ...

Não me sinto bem, estou nas aulas mas é como se não estivesse...o meu corpo está, mas a minha cabeça, a minha mente, encontra-se noutro mundo completamente diferente! Não tenho feito praticamente nada do que os professores mandam, não passo a matéria. não estou atento, concentrado, não tenho a mínima vontade para estudar, nem para fazer algo tampouco.
Não tenho vontade de comer, de falar com alguém, sinto dentro de mim um mal estar tão grande, e é dificílimo que alguém, uma pessoa me entenda e perceba este mal estar, este sofrimento, tudo o que eu sinto pois sou eu, e apenas eu que o estou a vivenciar, passando por esta tão grande, difícil, complicada e dura fase.

Tenho um grande e enorme problema, um defeito horrível, que é pensar que toda a gente, todo o mundo é boa pessoa, e é aí que levo as maiores facadas nas costas, que apanho as maiores desilusões! As pessoas, muitas das vezes, falam muito bem de mim pela frente, mas por trás fazem todas as porcarias contra nós, criticam-nos, gozam, falam mal, comentam ...
Tenho de ter muito cuidado com as pessoas que falo, com quem ando, e sobre que falo com elas. Há tanta gente ruim, má , que só me quer ver em baixo, mal (...) mas eu jamais me ia dar ao luxo de permitir isso! De facto, existem muitas pessoas que só são nossas amigas, nas alturas em que estamos bem,nos bons momentos, e quando nos encontramos mal, em baixo, nos maus momentos, essas mesmas pessoas decidem abandonar-nos, fogem de nós,  quando ficamos em apuros. Masque género de ''amigos'' são estes, que tipo de pessoas são estas?

Não consigo deixar de pensar no F., ele não me sai da cabeça, a saudade é tanta, e o arrependimento também, queria que tudo estivesse bem entre nós. Custa-me e não percebo como é que eu pude ter sido tão tolo, tonto, parvo, indecente e agido da forma que agi, como pude ter magoado tanto uma pessoa que eu amava, que gostava de mim e eu também gostava dela, que era e é como se fosse um irmão para mim, uma pessoa que nunca imaginara poder encontrar, conhecer de um momento para outro, tudo aconteceu tão naturalmente, em Abril deste ano, há cerca de 7 meses, apenas destino e coincidências, sem hora, sem tempo, sem momento. Amo quando as coisas acontecem assim!
Ele não merece, nada o que eu lhe fiz, acabei por magoar, ferir, desiludir, fazer chorar, aqueles que mais me amavam e gostam imenso de mim, e ele infelizmente foi um deles.

Lembro-me daquele dia, daquela tarde, quando o conheci, como se fosse hoje. É um dia jamais esquecido, da minha vida, lembro-me de todas as nossas conversas, brincadeiras, embirrações com o outro, das tardes inteiras que passávamos a falar, sem parar. Ele parecia uma pessoa que já conhecia e falava há muitos, muitos anos, tipo um verdadeiro irmão para mim, isto porque ele foi a única pessoa que encontrei até hoje e agora, com muitas coisas em comum comigo, é um amigo muito especial, nunca tinha antes encontrado niguém assim nem esperava, ter um amigo destes como ele, de um momento para o outro, com muitas coisas especiais. Nós sentíamos o mesmo sentimento de irmãos, um pelo outro, mesmo não sendo de sangue, apresentávamos algumas características de sermos.


Não quero que está amizade se vá, se perca, se destrua, assim por minha culpa, por eu ser bruto, estúpido, tolo demasiadas vezes e sei que ele está e continua chateado e muito magoado comigo, mas as coisas podem se recompor ainda, não é o fim. Ao ver todas as nossas lembranças, choro de imensa saudade dele, dos nossos momentos, das nossas conversas, de tudo o que vivíamos juntos, (...) as lágrimas invadem-me a face, quando me relembro de ti, F.
Quero ter-te de volta, quero recuperar a confiança que todos perderam, quero ser diferente, ser outra pessoa, ser eu próprio, a pessoa que todos conheceram, há mais tempo atrás, quero que tudo volte a ser como antes, que tudo fique bem, que tudo se resolva, que a minha vida ganhe um rumo!

Não me sai da cabeça, não ter ido ao Pxo no Verão que passou para estar com os meus amigos de lá, era nessa altura que ia conhecer pessoalmente com o F. e estar com ele, e com os outros meus amigos, pela primeira vez! Ia sair, me divertir, espairecer, abraçar, matar saudades, conhecer pessoal novo,  esqueçer todos os problemas, ser diferente, ter uma semana em grande, fazer tudo o que não faço cá, na Madeira. Custou-me tanto os meus pais não me terem deixado ir, é que ainda por cima tinha prometido ao F. que ia ter com ele, para sairmos e estarmos juntos, e para poder aproveitar o Verão nem que fosse só por uma semana e sair deste isolamento entre 4 paredes, cá em casa! Mas infelizmente, nada disso consegui fazer!

Sinto imensa saudade dos tempos que era pequeno, em que tudo era tão diferente, que tudo não passava de um pesadelo e que depois acordava e tinha a minha mãe a meu lado a dizer que estava tudo bem, que tudo não passou de um susto! Que não tinha problemas, preocupações. nem embirrações, como tenho agora, só precisava de me preocupar em brincar, e me divertir, e mais nada!

Por mais que alguém me diga para não pensar em certas e determinadas coisas, por mais que tente me distrair ... não consigo! Por mais que tudo mude, não vou ficar bem da noite para o dia, tento e tento mas não consigo nada, não tenho esperança, animo, força. É tudo tão complicado e duro de passar.... há muitas feridas por sarar e um coração muito magoado, partido, para curar, uma vida para reconstruir...do zero!

Tive EF hoje, mas não fiz aula, não estou com disposição, não me sinto nada nada bem....tenho uma enorme vontade para chorar, tudo vêm-me à cabeça!
Estar sozinho, no mundo é algo muito complicado, complexo, não é nada, nada fácil de se lidar!
Há coisas que com as quais não consigo deixar de pensar...
Não me sinto capacitado de fazer desporto, tenho vergonha de fazer as aulas, não me sinto à vontade, não consigo de certa forma aceitar o meu problema... a ligeira incapacidade de não poder realizar algumas modalidades, devido à paralisia cerebral!
Na minha cabeça tudo anda a 1000 .... não aguento mais!

Amanhã tenho consulta com o psiquiatra, finalmente vou saber se sofro ou não de bipolaridade, estou um bocadinho ansioso....não sei o que me espera, desejo apenas que tudo se resolva, aos poucos e poucos, o mais rapidamente possível!
domingo, 28 de outubro de 2012 - 2 comentários

Dia Diferente....


Ontem adorei o jantar com o meu primo e com a minha prima, foi muito bom, a comida estava divinal, distraí-me um pouco, falei com eles sobre os problemas, desabafei e eles deram--me alguns conselhos. O meu primo disse-me que não posso deixar a escola de lado, colocar de parte, abandonar de certa forma pois não me sinto com capacidade para fazer nada, ando sem paciência, sem vontade, sem força ....

Hoje passei o dia diferente, longe do computador na casa da minha tia, estive a conversar com ela sobre o teatro e muitas outras coisas. Amanhã vou tentar ver se consigo mudar a academia, para poder frequentar o teatro às segundas feiras, também, uma vez por semana já ajuda, mas se for duas ainda é muito melhor! A minha prima diz que vai tentar arranjar uma consulta para uma psiquiatra o mais rápido que conseguir, pois não posso estar mais tempo assim sem dormir, assim como me tenho sentido, com estas mudanças de humor, com vontade de morrer, com vontade de chorar, de gritar.....

Ainda estou a escolher a música para interpretar na 4ª, quando for ao teatro!
Em principio vai ser a música "Sei Que Sabes Que Sim", dos Ez Special, e vou interpretá-la cantando e usando alguma linguagem gestual!

Ontem a J. disse-me que também já teve problemas e sabe que tudo passa. Parece mau agora mas depois passa (pode demorar, pode não demorar). Ela tenta esquecer-se das coisas e não deixar com que os meus problemas afectem as pessoas a minha volta. Eu tenho de fazer um esforço e não deixar esses problemas tomarem conta da minha vida. Não posso fazer nada. Só eu é que posso mudar a minha vida... A  opinião dela é eu descontraír no teatro. Quando tas lá connosco, finge que não tens nada de mal a acontecer na tua vida. Quando tas fora do teatro pensa no que quiseres. Faz com que o teatro seja o seu "happy place". Talvez assim consegues ter um lugar para sentires feliz pois ainda ninguém do teatro te conhece. É como um novo começo..
E é mesmo isso que eu tenho a fazer, um novo começo, com novas histórias, capítulos, pessoas, momentos, ....
Sei que só tens teatro uma vez por semana mas ajuda na mesma. Não sei explicar. O teatro não é só um lugar para fazer peças.. é estranho mas também é um lugar onde podemos ser malucos e mesmo assim estar a vontade..
Basta uma mudança e tudo pode ficar melhor.. Mesmo se só for uma coisa simples como entrar no teatro!

A I. também já me tinha dito que era preciso acreditar que tudo iria melhorar e  que tudo isto é só uma fase,  teenagehood, a fase em que todas e mais algumas coisas costumam acontecer, a uma pessoa com a minha idade.... pois se não for eu a acreditar ninguém acreditará por mim! Tenho de me concentrar nas coisas importantes!
sábado, 27 de outubro de 2012 - 0 comentários

Semana Sem Dormir....

Já perdoei erros imperdoáveis, já tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso, já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei decepcionar-me, mas também já decepcionei alguém. Já abracei para proteger, já ri quando não podia, já fiz amigos eternos, amei e fui amado, mas também já fui rejeitado, fui amado e não amei. Já gritei, já saltei de tanta felicidade, já vivi um amor, já fiz juras eternas, já sofri muitas vezes e até demais! Já chorei a ouvir uma música, a ver fotos, já liguei só para ouvir uma voz, já me apaixonei por um sorriso, já pensei que fosse morrer de tanta saudade, já tive medo de perder alguém especial e acabei por perder.

Mas vivi e ainda vivo, embora por vezes me apeteça abandonar tudo e ir para outro sítio, ter outra vida e me sentir bem, não me sentir descriminado, tão criticado, tão só, sozinho, nem tão mal, como tenho estado!
Não passo apenas pela vida….e tu também não deverias passar!
Vive!
Bom é mesmo ir à luta com determinação, coragem, abraçar a vida com paixão, perder com classe e vencer com ousadia, porque o mundo pertence a quem se atreve e a vida é ‘muito’ para ser insignificante!
Ontem eu parecia um zombie, depois de uma semana praticamente sem dormir, se durmo é 2 a 3h por noite, o que é muito pouco para uma pessoa da minha idade! Estou com muito mau aspecto, já todos me perguntam o que tenho, o que aconteceu para estar assim, ....

A professora de PT olhou para a minha cara hoje na aula e disse tu estás mesmo mal rapaz, o que é que tu tens...eu tenho problemas, e há muita coisa a se concentrar a volta da minha cabeça. Ela disse-me também que devia tentar dormir, tentar pensar que sou bom aluno, que sou boa pessoa, que sou bom rapaz, que não me posso deixar levar pelos problemas, que tenho de tentar não pensar nas coisas que aconteçam, as coisas más e pensar nas coisas boas, e realmente depois vou ver que tudo vai melhorar.... eu não estava nada, nada à espera disto, fiquei estupefacto!Tive uma grande discussão com a minha mãe...e depois da discussão, nem a mínima paciência tive para cá vir escrever....

Hoje o dia está escuro e cinzento, e chove!
Já não sei o que fazer, já não sei o sentir, já não sei como me controlar, com hei de agir,  já estou cheio, muito cheio, farto disto tudo, cansado de saber, que a culpa é minha (…) que sou má pessoa, que ninguém me dá valo
Já estou farto que ninguém pense em mim, no meu sofrimento, no que sinto, como me sinto, já chega, será que não sou nada, que não existo, será que todos só olham para as outras pessoas e dão a razão toda a elas, e eu fico feito estúpido e burro….

Quando será que isto tem um fim?
Quando será que este maldito sofrimento prolongado vai acabar?
Não vale a pena ninguém me dizer para ter calma porque já não sei o significado dessa palavra, calma para mim acabou, já não aguento, não suporto durante mais tempo estar assim a sofrer tanto, a sentir o que sinto…
Questiono-me mil e uma vezes sem fim, porquê, porque é que isto me acontece a mim? Será que eu mereço isto?
Estou revoltado com o mundo, com tudo….
Já não suporto nada, já não posso ouvir os meus pais, ...
Este sofrimento todo que me invade, é tão mau, que me está a prejudicar em tudo, que me corrói a cabeça, que chega ao ponto de não conseguir dormir nem uma noite descasada, sem preocupações, já nem me lembro quando isso acontecesse!

A minha prima e o meu primo convidaram-me para irmos os 3 jantar fora, aproveitamos e conversamos também, eu preciso de abandonar o computador, de deixar de me isolar aqui ..... tenho de sair, de conviver, de arejar as ideias, a cabeça, não posso ficar aqui isolado, isso não presta, não me beneficia, só me coloca pior .... eles ficaram muito preocupados comigo quando viram certas coisas no meu facebook, ontem à noite.

A minha prima disse que já está farta de me ver escrever só coisas negativas,  ela diz que tenho de escrever aquilo que gostaria de ter, aquilo que desejava ter, como gostaria de estar, coisas positivas, alegres....e não tanto aquilo que me vai na alma e o que sinto por dentro!

Quero estar bem, quero me sentir bem, quero se feliz estar bem, espero que a partir de quarta feira, tudo fico melhor, tudo melhor, embora eu saiba ainda que irá demorar o seu tempo e que tenho um longo caminho a percorrer....e o primeiro passo, o desejo de estar bem tem de partir de mim!
quinta-feira, 25 de outubro de 2012 - 0 comentários

Desespero....

Todos temos os nossos dias, os nossos maus momentos, as nossas más fases durante a vida....
Hoje disseram-me o seguinte, e aí está a resposta!   

TU só desiludes as pessoas! .....
 
Já pensaste que posso estar com graves problemas, e que mesmo não querendo acabe por desiludir toda a gente! :(
Já pensaste na quantidade de coisas que podem ter me acontecido, pelas coisas que passei, por tudo o que já sofri e continuo a sofrer, a vida é cheia de perguntas, de porquês, de razões, de momentos maus assim como alguns momentos bons .... de alturas em que te sentes bem, outras em que te sentes muito mal que parece que o mundo vai acabar!
E aquele momento em que, sentes que não tens ninguém, que estás a ser desprezado por todos, que ninguém fala contigo, que tens falta daquela pessoa, e as lágrimas escorrem-te pela face abaixo e não sabes como hás de controlar isso...custa tanto não ter ninguém, sentir-se abandonado, só, .... essa 'pessoa' faz-me falta, sinto-me incompleto, é como se fosse um puzzle sem algumas peças.
Tu nem fazes ideia de como me sinto, do que tenho sofrido nos últimos tempos, pelo que tenho passado, não tens a noção das vezes em que já me apeteceu morrer, fugir desta terra, sair de casa, abandonar tudo e todos, ir para outro sítio e recomeçar a minha vida do zero, ... já me apeteceu fazer todas e mais algumas porcarias, não fazes ideia do que é passar por aquilo que passei, é porque se soubesses ias entender, o motivo de desiludir as pessoas.... Uma desilusão é mau e custa curar-se mas o que tenho sentido por dentro, por dentro de mim, embora no dia a dia não o mostre pois tento sempre sorrir para disfarçar a mágoa que vai cá dentro!
Se eu não estou bem comigo, não posso estar bem com os outros... eu acabo por desiludir toda a gente, eu sei disso, e está muita gente desiludida comigo, mas pior que uma desilusão é se sentir inútil, como lixo, é se sentir descriminado, gozado, um objecto, é sentires que não vales nada, que não és ninguém, que não estás cá a fazer nada, é sentir que apetece morrer para por fim a todos os problemas, sinto-me destroçado, quebrado por dentro, sinto-me tão mal, tão em baixo, não consigo encontrar já nada de feliz em nada da minha vida, está tudo numa porcaria!
Sabes o que é passar noites e noites sem dormir e acordar cansado, querer não pensar nos problemas e isso ser inevitável, pois eles vêem-te à cabeça mesmo não querendo!
Sabes o que é todo o mundo te criticar por tudo e por nada, sabes o que é te sentires sem auto estima, sem confiança, sem nada dentro de ti, sabes o que é te apetecer gritar e chorar todas a noites, ficar sem comer, se sentir tão mal, ao ponto de pensar em morrer! Sabes o que isso é, sabes?
Sabes o que é sofrer? Sofrer muito desde pequeno, sabes o que é ter raiva e revolta, tristeza, angustia, ter vontade de lutar para sair deste grande problema o mais rapidamente possível, querer andar para a frente, de querer erguer a cabeça, de querer se sentir bem .... e não conseguir, nada disso!
É difícil também precisares daquele amigo e não teres....
Sabes o que é veres a tua vida sempre a andar para trás a cada dia que passa :(
quarta-feira, 24 de outubro de 2012 - 0 comentários

A Caminho de Outro Mundo....

Hoje de manhã fui à psicóloga e contei-lhe tudo o que se tinha passado, nos últimos dias, nas últimas horas, contei-lhe que decidi procurar ajuda e ir ao Centro de Saúde do Bom Jesus e ela achou muito bem, pois estou bem encaminhado, e será mais fácil de resolver aquilo que tem passado por mim, já posso esclarecer se sofro de bipolaridade ou não, e tudo mais!

Hoje começou o meu caminho em direcção a outro mundo, o mundo do teatro, um mundo novo, algo diferente mas muito espectacular, já conheci pessoas novas, gente nova, simplesmente adorei e fez-me muito bem o tempo que estive com eles, certa de quase 2 h, já dei algumas gargalhadas, me senti bem, fui muito bem recebido, como me já tinha dito o Br. há dias, que ia ser bem recebido, o que achei mais estupefacto foi quando ele me disse que a maioria das pessoas estava lá por causa dos mesmos problemas que eu, confiança, auto-estima, ... não estava nada à espera, disto, surpreendeu-me bastante!

O pessoal do teatro é tudo gente fixe e divertida, nos somos ''loucos'', gostei de toda a gente, cheguei a pensar o porquê de a prof. F. ser professora de FQ, não faz muito sentido isso, ela é tão divertida, brincalhona, sei lá parece ter uma criança dentro de si, e ter a nossa idade! É mesmo espectacular o teatro, não estava a espera de ser assim tão bom, e maravilhoso, simplesmente adorei o fim deste meu dia, foi perfeito!

Fizemos também hoje o nosso 1º improviso em palco, em grupo, o provérbio que me calhou, a mim e ao meu grupo foi ''Quem sai aos seus, não degenera''!
Quando subi ao palco senti-me um pouco inseguro, mas não muito, pois já estava um pouco ambientado com as pessoas, não queria imaginar é quando estiver uma sala cheia de gente como vou reagir, quero tentar não começar a tremer por todos os lados e sentir uns nervos e ansiedade insuportável, tenho medo que não me saia a voz, quando tiver que fazer o meu papel, tenho medo de me esqueçer das falas, ....

Mas, daqui até lá irei saber lidar melhor com isso! Também a prof. F. deu-nos umas cartas sobre umas pessoas que estão a aprender português de outras nacionalidades, para respondermos e mantermos contacto com a pessoa durante algum tempo, para depois um dia nos encontrarmos. Achei a ideia muito interessante, só num pequeno espaço de tempo coisas boas aconteceram, não pensei muito nos problemas que tinha quando estive com o grupo de teatro, pensei sim em me divertir e em estar feliz!
terça-feira, 23 de outubro de 2012 - 0 comentários

Dia Horrível....

Sinto que o mundo vai acabar, que tudo não passa de vontades e sonhos, a vontade de querer amar alguém, de querer ser feliz de querer me sentir bem comigo e com os outros, querer ter um irmão, ...  mas a cada dia vejo e vejo que até aqui nada mudou. Sinto-me tão mal.....
Sinto uma pressão enorme no meu peito, a minha vida está num grande drama,  ter vontade de gritar e não conseguir, ter vontade de fugir para longe daqui,  ter vontade de  abraçar alguém e não ter, ter vontade de se sentir bem, de estar alegre feliz ....



Eu não sei o que fazer, não sei o que sentir, não tenho a mínima paciência para nada, nem para testes nem escola, nada … estive hoje de manhã com um enorme sono, parecia que estava até drogado, não tenho dormido nada bem nas últimas noites, nada mesmo, por causa de todos estes problemas, por causa de tudo na minha vida, vem-me tudo à cabeça por mais que não queira pensar.

Estive na aula de FQ tão mal, deu-me tantas pancadas de sono, não ouvi absolutamente nada do que a professora disse…na aula de Português a professora reparou no meu estado e aconselhou-me e deu-me a oportunidade de sair da sala, foi então que fui ter com a minha grande amiga Al., e contei-lhe o que se tinha passado, que não tenho dormido, que todos estes problemas não passam, estão metidos cá dentro e não se esquecem….

Ela aconselhou-me vivamente a cuidar primeiro da minha saúde, ia buscar as minhas coisas e ir à consulta de atendimento ao jovem no Centro de Saúde do Bom Jesus, mesmo tendo teste, em primeiro lugar estava a minha saúde. Não me sentia nada bem, sentia-me arrepiado, com frio, recentemente tem sido um pouco frequente, acontecerem estas coisas… acho algo muito estranho estes arrepios e eu ficar frio, gelado, a tremer.

E assim foi, fui lá a consulta, já ficou marcado uma consulta com uma psiquiatra e com uma psicóloga para bem breve. Irei de ter de passar a tomar alguns comprimidos para me ajudar a dormir, a estar mais calmo, a comer … ainda bem que existem pessoas como a Al neste mundo, ela é mesmo uma boa amiga, só não pôde ir comigo porque não podia sair do trabalho, pois estava sozinha ao serviço!
Depois disso, fui falar com o meu professor da disciplina que tinha teste, e expliquei-lhe a situação de não ter ido fazer o teste e se o podia fazer noutra altura, o professor foi bastante compreensivo comigo e irei realizar o teste para a semana que vêm de hoje a oito dias!

À tarde fui falar com a minha DT para lhe entregar a justificação como tinha faltado ao teste, e comecei a contar-lhe as coisas que se passavam, o porquê de não me sentir bem, o porquê de ter tido as notas tão baixas, o porquê de me sentir como me sinto, os problemas que se têm passado (...) ainda bem que  a minha DT, é uma excelente pessoa, disse-me para ter calma, muita calma que tudo se iria resolver um dia, que sabia o que eu valia, as minhas capacidades, adorei ouvir isto da sua boca, era aquilo que estava a precisar de ouvir, ela tranquilizou-me que a nota que tive no teste de Matemática (12), não era o fim do mundo… ela disse-me que é bastante normal o confronto entre gerações, e isto é uma má e gigante fase pela qual estou a passar, pois já está tudo mal, não consigo pensar positivamente, tenho fé que tudo vai melhorar e ter paciência, e motivação para fazer alguma coisa, (…) a certa altura à medica que lhe fui contado o que se passava e depois dela ter dito estas palavras tão belas e sinceras, magou-me tanto contar tudo, as coisas que me  magoam, custou tanto falar, dizê-las que acabei por me esvair completamente em lágrimas, não me consegui aguentar!
Magoou-me sobretudo ouvir a professora dizer que esperava muito mais de mim, que houve pessoas melhores que eu, onde no ano anterior eu era o melhor aluno da turma, não me senti bem, queria ter dado uma boa impressão desde o inicio, e o que mais temia acabou por acontecer, os problemas estão a dar cabo de tudo, os nervos, a ansiedade, tudoooo........

Hoje fiquei sem fome, mal jantei, as discussões continuam… está tudo mal, estou a ouvir música a ver se me acalmo, não vejo a hora de entrar para o teatro e me sentir bem, me sentir feliz!
Noites e noites sem dormir têm me posto louco, tento me distrair para não pensar nos  problemas e nas coisas que não deva, mas não consigo, torna-se impossível .... nos últimos tempos, tem sido tudo um inferno, tanto sofrimento, atrás de sofrimento....